BOTOX

Que a toxina botulínica é muito usada nos consultórios médicos com finalidade estética,  principalmente para eliminar linhas de expressão todo mundo sabe. Porém, ela também pode ser empregada em tratamentos dentários. São importantes na indicação terapêutica para o tratamento de doenças causadas pelo excesso de contração dos músculos mastigatórios (apertamento dental e bruxismo), assimetrias faciais, hipertrofia do músculo masseter e disfunção das articulações têmporo mandibulares.

Na odontologia o botox pode ser utilizado com sucesso nos seguintes  TRATAMENTOS BUCAIS :

Sorriso gengival

O sorriso gengival é um problema bucal mais de caráter estético, pois não causa dano à saúde do paciente. Mas, pode incomodar bastante. Afinal, quem possui essa característica tende a mostrar muito a gengiva quando sorri, visto que o lábio superior se eleva mais do que o necessário. Com o uso da toxina botulínica, a exposição da gengiva será diminuída e um sorriso mais harmônico será proporcionado ao paciente.

Bruxismo

O bruxismo é o ato de ranger ou apertar os dentes durante a noite. Esses movimentos provocam atritos e, consequentemente, desgastes, trincas e quebras nos dentes. Essa disfunção causa dores na articulação, nos próprios dentes, na cabeça e até mesmo no pescoço.

A aplicação da substância para aliviar o bruxismo ocorre nos músculos responsáveis pelo fechamento e pelo “apertamento” da mandíbula. A toxina botulínica deve atenuar a força excessiva que a pessoa faz ao cerrar a boca ou ranger os dentes.

Disfunções da ATM

Entre as funções do botox na odontologia, não podemos deixar de fora o tratamento de disfunções na articulação temporomandibular (ou ATM). Ela consiste na articulação de junção da mandíbula ao osso temporal do crânio, está localizada à frente das orelhas e nos dois lados da cabeça e é responsável por todos os movimentos bucais.

As disfunções da ATM podem causar enxaquecas, dores no pescoço, dificuldades em abrir ou fechar a boca e estalidos durante tais movimentos. O bruxismo é um tipo de disfunção da articulação em questão, além de outros problemas mais sérios que envolvem essa estrutura,

comprometendo a alimentação e a fala do paciente.

A aplicação do botox ajuda a relaxar a musculatura e a aliviar as dores da pessoa. Porém, não é o único tratamento, precisa ser melhor avaliado.

Sorriso assimétrico

O sorriso assimétrico — ou, informalmente, o sorriso torto — ocorre quando a exposição dos dentes ao sorrir é desproporcional. Isso acontece porque um dos lábios se abre mais do que o outro e prejudica a harmonia facial.

O botox é indicado para a correção do problema. A substância age no equilíbrio da exposição dos dentes daqueles que possuem assimetria labial, por meio do relaxamento da musculatura do lado da boca que é mais esticado. O objetivo é proporcionar um sorriso equilibrado e harmônico.

Assimetria da face

O uso do botox na odontologia também é recomendado para corrigir a assimetria facial, uma imperfeição caracterizada pela diferença de tamanho e força dos músculos da face. O problema pode ser causado, por exemplo, pelo crescimento em excesso do músculo masseter — o principal da mastigação. Isso causa desconforto funcional e estético, já que um lado do rosto costuma ficar mais largo do que o outro. Com a aplicação da toxina, há uma regressão no volume do músculo, que pode ser observada alguns meses após o procedimento.

Implantes

O botox pode ser empregado em cirurgias de implante dentário. Sua administração ajuda no relaxamento dos músculos responsáveis pela mastigação e melhora as condições de osseointegração dos implantes, ou seja, aumenta a segurança do parafuso na boca.

As forças mastigatórias serão menores, bem como o impacto durante a trituração dos alimentos. Isso resulta em uma menor força transferida e dissipada para o osso, que poderá concentrar seu esforço apenas na cicatrização do implante.

Duração do tratamento

Como em qualquer procedimento estético, os efeitos da toxina botulínica nos tratamentos odontológicos não duram para sempre. Geralmente, os resultados aparecem entre 48 e 72 horas após a aplicação e demonstram efeito total em 15 dias.

Sua ação dura de três a seis meses, dependendo de cada caso. Após esse período, são necessárias outras aplicações para a manutenção do efeito.

Por isso, quem prefere um tratamento definitivo deve perguntar ao dentista sobre os procedimentos disponíveis, seus riscos e os benefícios.

                                                                                 Contraindicações:

Mesmo que o uso do botox seja eficaz e menos invasivo do que cirurgias corretivas, há algumas pessoas que não podem se submeter à aplicação da substância. Veja, na lista a seguir, os casos em que ela não deve ser utilizada:

  • mulheres grávidas ou que estejam amamentando;

  • pessoas com doenças autoimunes, como lúpus;

  • aqueles com sensibilidade aos componentes do botox;

  • intolerantes e alérgicos à lactose ou albumina;

  • portadores de doenças neuromusculares, como miastenia gravis;

  • indivíduos que estejam passando por tratamentos com antibiótico aminoglicosídeo.

Pode-se dizer que o uso da toxina botulínica tem grandes sucesso no tratamento de diversos problemas bucais. E, por isso, a satisfação dos pacientes com os resultados obtidos são grandes.

Vale lembrar que, se você optar pela aplicação do botox, não precisará de repouso ou afastamento de suas atividades diárias, pois o tratamento não é cirúrgico e dispensa períodos pós-operatórios. O custo do tratamento com a toxina botulínica depende do objetivo (estético ou funcional), da região na qual será aplicada e da quantidade necessária da substância.

Agende já uma avaliação!

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Ícone

©Mac Clínica de Reabilitação Oral. Criado orgulhosamente por EDMK